Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

EMISSÃO DOS GASES QUE MAIS CONTRIBUEM PARA O AQUECIMENTO GLOBAL BATEU RECORDES EM 2014

Mäyjo, 06.06.17

seca_SAPO

Em 2014, os principais indicadores das alterações climáticas da Terra voltaram a reflectir a tendência de um planeta cada vez mais quente, com vários indicadores – como o aumento das temperaturas globais, aumento do nível da água do mar e emissões de gases com efeito de estufa – a estabelecerem novos recordes.

 

A conclusão é do Relatório sobre o Estado do Clima em 2014, da autoria da Sociedade Meteorológica Americana, que avalia a temperatura, precipitação e outros eventos meteorológicos em todo o mundo.

O relatório foi compilado pelo Centro de Meteorologia e Clima da Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) e conta com a contribuição de 413 cientistas de 58 países distintos.

Segundo o documento, 2014 foi o ano mais quente dos últimos 135 anos e os cientistas alertam que o clima terrestre continua a mudar rapidamente em comparação à era pré-industrial. “Este relatório apresenta dados de vários pontos do globo, fornecidos por centenas de cientistas e dá-nos uma imagem do que aconteceu em 2014. A variedade de indicadores mostra-nos que o nosso clima está a mudar, não só nas temperaturas mas também nas profundezas dos oceanos e na atmosfera exterior”, indica Thomas R. Karl, director do Centro Nacional de Informação Ambiental da NOAA, em comunicado.

O relatório revela que o dióxido de carbono e o óxido nitroso – gases que mais contribuem para o efeito estufa – voltaram a atingir concentrações médias recordes em 2014. Quanto às temperaturas, a Europa experienciou o seu ano mais quente de sempre desde que começaram os registos e outros 20 países estabeleceram novos recordes para as temperaturas médias.

Foto: martinjankoehler / Creative Commons